DECORAÇÃO: 15 REVESTIMENTOS DIFERENTES PARA O SEU PISO!

DECORAÇÃO: 15 REVESTIMENTOS DIFERENTES PARA O SEU PISO!
5 (100%) 1 vote

Olá, você!

Você ja percebeu como os acabamentos são fundamentais para um projeto de decoração? Pois é.

Existe uma variedade grande de opções para acabamentos do piso! Cada uma é mais apropriada para algum tipo de função, ou resultado estético.

Algumas são fáceis de serem limpas, outras mantém o ambiente mais aquecido, outra é resistente a fluxos intensos, enfim… é preciso pensar em alguns detalhes antes de definir um material.

Então, fiz um guia para te mostrar quantas opções existem no mercado hoje em dia, e para que situações cada uma delas é mais indicada!

Vem dar uma espiada nesses outros posts sobre decoração também, aposto que você vai adorar:

  1. Decoração – Como usar as cores na decoração? O guia definitivo para a decoração colorida!
  2. Como descobrir seu estilo na decoração?
  3. Decoração: 12 dicas para melhorar qualquer ambiente!
  4. Decoração: 10 dicas para decorar ambientes pequenos

E se você curtir esse post, compartilha com seus amigos nas redes sociais, ficarei muito feliz!

O tijolo é uma matéria prima, que é usado na construção não só para subir paredes, mas também como destaque especial na decoração de uma casa ou um imóvel.

Eles ajudam a enfeitar a parede e também criam um efeito interessante no chão, como piso.

Uma ótima dica é usar tijolos de diferentes tamanhos para formar desenhos geométricos na área de lazer. Ele é uma excelente escolha para reforçar o estilo rústico!

Concreto

Os pisos de concreto são ideais para ambiente com grandes fluxos de passagens. Sua praticidade de manutenção e bom custo/benefício, também são motivos que o torna uma boa opção para os pisos.

A estética é muito utilizada em lofts, casas e apartamentos modernos. Dentro desse tipo de material, existem ainda 4 tipos de piso de concreto:

Concreto Armado: É uma massa de concreto com ferragens que estruturam seu interior. Muito usado em viadutos, barragens e obras de grande porte.

Concreto Intertravado: são blocos pré-fabricados de concreto, são bem práticos e sustentáveis, e substituem os paralelepípedos em espaços públicos como por exemplos nas calçadas.

Concreto Polido: Esse é o tipo mais indicado para residencias. O polimento dá mais resistência a impactos, ajuda a nivelar o piso concretado é uma opção bem econômica e duradoura. É um piso brilhante e antiderrapante.

Cimento Queimado: Opção com maior custo benefício. Esse tipo de piso é literalmente uma camada de cimento aplicada sobre o contrapiso nivelado.

Terrazzo

Esse acabamento nasceu por volta de 1500 pelos venezianos, e esse acabamento, Terrazzo, é um piso à base de cimento, e é um dos pisos mais antigos.

Um novo modelo de terrazzo é mais belo, rápido e inovador, que é feito a base de resina epóxi, um material altamente resistente e mais flexível que o cimento, além disso ótima resistência química.

Esse tipo de acabamento permite reproduzir uma infinidade de cores, modelos e formas.

Além disso, esse revestimento tem excelente durabilidade, ideal para uso em ambientes comerciais e industriais de alto tráfego.

Cerâmicos

Existem 2 tipos de revestimentos cerâmicos: os chamados pisos, e os azulejos. A diferença é a seguinte:

Azulejos: são peças de cerâmica com pouca espessura, costuma ser quadrada, e tem uma das faces que é vidrada, consequência do processo de cozedura de um tipo de esmalte, que o torna impermeável e brilhante.

Porém, esse material tem pouca resistência a atritos, e portanto um PEI baixo, que pode variar de 1 a 3. E por isso não são bons para serem aplicados no chão.

Pisos: são peças de cerâmica, com uma espessura maior, também tendem a ser quadradas e passam por um processo similar que os azulejos.

Porém possuem um PEI alto, de 4 a 5, o que significa que são resistentes para serem aplicas em cômodos residenciais.

Portanto apenas PISOS CERÂMICOS devem ser utilizados, nunca AZULEJOS

Porcelanatos

Porcelanatos são compostos pela mistura de porcelana e materiais nobres, como o Feldspato por exemplo.

Seu processo de fabricação garante maior homogeneidade, porosidade e resistência. Existem alguns tipos de porcelanato:

O técnico: pode ter superfície polida ou natural e tem absorção de água menor ou igual a 0,1%.

O esmaltado: que tem índice é menor ou igual a 0,5%. Quanto mais baixo for o número, menor a porosidade (menos sucessível a manchas) e maior a resistência mecânica e à abrasão.

Granilite

O Granilite é revestimento composto de massa de cimento com pedaços de pedras como:

  • mármore
  • calcário
  • quartzo
  • dentre outros

Quando apenas a pedra de mármore é usada, o material recebe o nome de marmorite.

É um material muito parecido com o cimento queimado, só que mais resistente por conta dos minérios em sua composição.

É um material que possui uma vida longa, entretanto sabe-se que pode surgir fissuras ou trincas. Essas “rachaduras” podem ser imperceptíveis e não incomodar, mas é importante saber que pode acontecer.

São dois os tipos de granilite no mercado:

Granilite Polido: é o granilite mais comumente conhecido. Esse revestimento é polido e tem um acabamento liso com camadas de resina. Ele se torna antiderrapante quando é impermeabilizado.

Granilite Fulgê: é o granilite com a textura dos pedriscos completamente visível. Esse tipo recebe um acabamento de relevo dos pedriscos e é lavado para a eliminar o excesso de argamassa.

Sua textura  torna o fulgê totalmente antiderrapante, tornando-se ideal,  para áreas externas, como em calçadas e piscinas.

Ladrilho Hidráulico

O ladrilho hidráulico tem esse nome porque passa cerca de oito horas debaixo d’água para a cura, o que faz dele durável e com aderência ao pisar.

Serve tanto para pisos quanto para paredes. Seu processo artesanal de prensagem é usado até os dias de hoje, e ele se destaca no mercado por ser fabricado individualmente, de forma exclusiva.

PVC ou Vinílico

Os pisos de PVC, são também conhecidos como pisos vinílicos e apresentam muitas vantagens como ser resistentes à água, hipoalergênicos, antichamas e até absorverem o barulho dos ambientes.

Este tipo de piso é uma ótima alternativa que vem ganhando espaço no mercado com sua variedade de cores, texturas, espessuras e padronagens.

Se você tem dúvidas sobre como usar cores na decoração do seu cantinho especial, baixe o ebook que eu fiz sobre esse assunto gratuitamente:

Madeira

Os pisos de madeira são um dos que mais conferem requinte a  um ambiente. Existem alguns tipos de pisos de madeiras, e vou lista-los aqui para você:

Laminados: o piso laminado é um piso de madeira com revestimentos em lamina melamínico (um produto que imita madeira).

Costuma ter uma espessura de aproximadamente 7 e 8mm. Ele tem alta resistência e pode ter um acabamento que é anti cupim.

Esse tipo de piso não pode ser aplicado em cima de outros pisos.

Carpete de madeira: tem acabamento parecido com o piso laminado, mas com qualidade muito inferior, pois têm no máximo três camadas, e portanto são mais finos que os pisos laminados, que possuem entre 5 a 7 mm de espessura.

Ele também não tem a camada protetora Overlay, e por causa disso, tem menor resistência e ocorrência de riscos. Pode de composto de:

  • Aglomerado
  • MDF
  • Prensado.

A instalação é similar aos pisos laminados, com encaixe macho e fêmea e pode ser colado ao contrapiso.

Assoalhos: é o piso de madeira ou piso maciço. Tem um custo maior comparado ao piso laminado, porém é mais espesso e durável.

Existem assoalhos de madeira com ou sem acabamento envernizado, e são são compostos de madeira natural que pode ser:

  • Ipê
  • Jatobá
  • Maçaranduba
  • Sucupira
  • Grápia
  • Cumaru
  • Muiracatiara
  • Tauari
  • Peroba
  • Carvalho, entre outras.

Carpetes

O uso de pisos de carpetes foram muito populares alguns anos atrás. Esse tipo de revestimento trás inúmeros benefícios aos espaços como:

  • conforto
  • apelo visual
  • segurança

Esse revestimento ajuda a deixar a composição mais acolhedora, e sua variedade de designs da ampla possibilidade de escolha para: cor e textura.

Esse é um piso macio, e isso ajuda a isolar os ambientes. Ideal para pessoas idosas, crianças, ou pessoas com mobilidade reduzida.

Existem 3 tipos de carpetes no mercado:

Carpete de nylon: são resistentes ao desgaste e ao mofo. Também possui ótima durabilidade e resistência ao peso dos móveis.

O nylon pode ser tingido em diversas cores e devido a isso, esta entre os carpetes mais populares no mercado.

Carpete de polipropileno: seu uso como opção de piso para interiores é cada vez mais comum.Ele é resistente a manchas e fácil manutenção. É indicado para ambiente com fluxo intenso e suscetíveis a manchas como o quarto infantil.

Carpete de poliéster: esse possui o toque macio aliado a uma boa resistência.Tem também propriedades antialérgicas, por inibir a formação de mofo.

E é uma opção de produto ecológico, já que muitos carpetes de poliéster atuais são fabricados a partir de garrafas PET recicladas.

Vidro

Os pisos de vidro devem possuir extrema resistência mecânica. Caso seja quebrado, seus fragmentos ficam presos à película de PVB, para garantir a segurança.

É formado por várias chapas do material que podem ser temperadas ou não, porém não é permitido laminá-las com aspectos diferentes, ou seja: todas devem ter recebido o mesmo tratamento.

O cálculo de cargas irá definir como será a composição do vidro laminado, que pode ter duas, três ou mais placas.

Em geral, o vidro é translúcido, mas é possível usar uma película de PVB leitoso para deixa-lo opaco, evitando o desconforto da transparência.

Cortiça

Esse é um conceito novo em pisos. A cortiça, que é feita a partir do uso de matéria prima sustentável, traz benefícios ao imóvel e também ao meio ambiente.

Os pisos desse acabamento são feitos com o uso de placas de cortiça, que possui propriedades isolantes e são muito usadas para criar revestimentos térmicos e acústicos nos imóveis.

É um dos materiais mais sustentáveis, pois o material tem origem em fontes naturais renováveis da natureza.

Outras vantagens desse material são:

  • Durabilidade prolongada em relação aos pisos convencionais.
  • Não acumulam cargas de eletricidade estática como outros modelos de pisos, e por isso são recomendados em lugares com equipamentos eletrônicos, como um escritório residencial ou a sala de jogos das crianças.
  • Fácil absorção do som. Ideal para quem mora em apartamentos, pois assim garantem diminuição das vibrações produzidas no chão do imóvel, e que podem incomoda os vizinhos.
  • Possui uma superfície macia, o que os torna ideais para o quartos infantis.
  • São resistentes a fungos e bactérias, portanto indicados para quem sofre com alergias e problemas respiratórios

Epóxi

O piso de epóxi é um revestimentos utilizado sob a superfície do piso, formando uma capa única do material, que é brilhante e duradouro.

Pode ser liso ou antiderrapante, e costumam ser aplicado em:

  1. hospitais
  2. pisos industriais
  3. cozinhas
  4. laboratórios
  5. quadras esportivas
  6. centros automotivos etc.

Pode ser aplicado diretamente em pisos de alvenaria, madeira, aço entre outros.

É um material que esta se popularizando no Brasil, por proporcionar:

  • ótimo acabamento
  • impermeabilização na superfície, oque impede infiltrações de produtos químicos
  • facilidade na hora da limpeza

Por não apresentarem juntas, também não acumulam bactérias. Devido sua aplicação ser simples e fácil, a cobertura de grandes áreas acontece em um curto espaço de tempo.

Borracha

Os pisos emborrachados são ótimos por apresentar bastante flexibilidade e capacidade técnica

São soluções práticas e altamente duráveis. Costuma ser uma excelente escolha por oferecer:

  1. segurança
  2. conforto térmico
  3. atenuação de ruídos
  4. absorção de impactos
  5. e ajuda a evitar contusões.

O piso de borracha pode ser feito com material natural, sintético ou reciclado

A opção reciclável pode ser aplicado sobre qualquer tipo de piso:

  • cerâmica
  • madeira
  • cimento e etc.

Além disso, suas propriedade o torna à prova de fogo, tem proteção UV, tem fácil higienização,  resistentes a intempéries (ações climáticas) por possuir estabilidade térmica.

Existem alguns tipos de pisos emborrachados, como:

Piso Pastilhado: também conhecido como piso moeda. é um dos mais populares hoje em dia devido sua ação antiderrapante, evitando escorregões e quedas. Essa sua propriedade aderente, é indicada para proteger crianças pequenas e idosos.

Piso Tátil: é um piso caracterizado pela diferenciação de textura em relação ao redor, sendo então destinado a a alertar pessoas com deficiência visual deviso seus relevos.

Com ele cria-se um caminho traçado que ajuda quem enxerga pouco ou não enxerga, a não se perder, bater em obstáculos e consiga chegar a pontos importantes.

Um exemplo são as estações de metrô e paradas de ônibus.

Piso Grão de Arroz: possui alta resistência mecânica, abrasão, suportando tráfego de pessoas, é hipoalergênico, pois devido à sua característica de não retenção de poeira ou sujeira, torna-se um produto que afasta qualquer problema de alergia, garante a segurança do pedestre, impedindo deslizes e quedas.

Além de ser altamente durável, resistente e muito bonito.

Esse tipo é ideal para:

  1. Academias (saunas, piscinas, vestiários, etc);
  2. Elevadores, corredores e hall de entrada;
  3. Escadas e rampas;
  4. Clínicas e hospitais;
  5. Cinemas e teatros;
  6. Shopping centers;
  7. Estação de metrô;
  8. Residências (cozinhas, áreas de serviço, banheiros, e vários outros locais de acordo com a sua necessidade)

Lençol de Borracha: O Lençol de borracha é fabricado em diversas medidas padronizadas, incluindo a espessura e largura. Um dos critérios que definem a aplicação do material é o seu grau de dureza.

Porém quando exposto à umidade, temperaturas extremas e outras substâncias corrosivas, óleos, etc., pode ser danificado.

E.V.A

O Eva é um material que tem se popularizado devido seu custo/benefício. É um material fácil de ser encontrado e de ser limpo,e isso facilita o seu emprego. Outra vantagem é sua capacidade de absorção de impactos devido a sua porosidade.

Além disso o produto conta com seu efeito memória, o que permite que ele sempre volte para sua posição natural.

Pedra

O revestimento de pedra pode ser:

  1. natural
  2. polida
  3. polido fosco
  4.  apicoado
  5. levigado
  6. flameado
  7. lustrado
  8. cristalizado
  9. vitrificado
  10. impermeabilizado
  11. resinado
  12. cera de polímeros

É um material muito usado em forma de lâminas, placas e seixos. As pedras mais utilizadas são: o mármore, o granito, ardósia, pedra sabão, entre outras.

A pedra deve ter uma boa resistência à compressão e ao desgaste por atrito. É um material relativamente caro e exige mão-de-obra especializada na colocação.

Mármore: Ambientes de acabamento de mármore transmitem um ar de limpeza, devido à sua cor clara, e de extrema elegância.

Por ser um material frio, é mais indicado para locais de clima tropical, onde o contato da pele com a superfície do piso ajuda a diminuir a sensação de calor.

O mármore é um material poroso, e por isso a sua absorção de água é maior do que o granito ou outros materiais, tornando-o mais suscetível a manchas e ao escurecimento.

Por esta causa, seu uso não é recomendado em locais freqüentemente expostos à água, como pisos de cozinhas ou banheiros. Ambientes externos também não são recomendados, devido à ação corrosiva da chuva.

Granito:  pode ser colocado em estado bruto ou polido, além de resultar em composições interessantes juntamente com outros materiais, como a madeira, por exemplo.

A pedra são tomé é utilizada em pisos internos e externos. Alternativa são os mosaicos que possui grande efeito estético.

Ardósia: É um rocha metamórfica que é constituída principalmente por:

  • quartzo
  • mica branca
  • clorita
  • feldspato
  • carbonato
  • óxido de ferro.

Sua espessura varia de 2,0cm a 3,0cm, e não é uma pedra indicada para calçadas pois propaga muito calor, além de ficar bastante escorregadia quando molhada. Suas cores podem ser: verde, preta e cinza, a ardósia.

Ideal para pessoas que procuram uma decoração sóbria e sofisticada.

Deixe uma resposta