DESCUBRA OS 9 TIPOS DE ACABAMENTOS PARA PAREDES MAIS POPULARES, COMO E QUANDO UTILIZA-LOS.

DESCUBRA OS 9 TIPOS DE ACABAMENTOS PARA PAREDES MAIS POPULARES, COMO E QUANDO UTILIZA-LOS.
5 (100%) 1 vote

Olá, você!

Hoje vim falar sobre os 8 acabamentos para paredes mais populares em projetos de interiores.

Muitas pessoas ficam na dúvida de qual a melhor forma de finalizar as paredes, para agregar conforto, beleza e funcionalidade também.

1- Pintura

A pintura é o acabamento mais popular para paredes em design de interiores, devido a enorme variedade de cores, texturas e possibilidades de desenhos.

Porém, é preciso que a superfície esteja devidamente preparada para receber esse material. E para isso é preciso:

  1. Ter passado massa corrida
  2. Ter lixado o material para deixar toda a superfície lisa
  3. Ter limpado os resíduos de pó e sujeira da parede, para não criar bolhas e elevações nas camadas de tinta
  4. proteger cantos, rodapés e roda tetos para não borrar a pintura

Feito isso, é hora de colocar a mão na massa. Então tenha os seguintes materiais para iniciar a pintura:

  1. Lata de tinta
  2. Plásticos ou papelões para proteger o piso
  3. Pincéis pequenos para pintar as regiões próximas aos cantos, rodapés e roda tetos.
  4. Rolo para pintura
  5. Recipiente para porcionar a quantidade de tinta e não ter que pegar de dentro da lata.

E por fim, geralmente é necessário passar mais de 1 camada de tinta, para se obter um resultado bonito e homogênio na pintura.

Geralmente, a segunda camada é passada após a primeira ter secado, e isso leva o tempo suficiente para podermos passar a mão na primeira camada de tinta, e ela não borrar e sair nas pontas dos dedos.

Esse tempo pode variar de acordo com as condições climáticas do local onde o imóvel está.

Existem várias formas de fazer o acabamento das paredes através da pintura, você pode por exemplo fazer uma pintura:

Homogenia: onde a cor é aplicada de forma igual em toda a superfície desejada

Degradê: Onde é feito um efeito que vai do tom mais claro para o mais escuro, independente da direção (vertical, horizontal, diagonal, circular, e etc)

Com desenhos: Onde é feito uma marcação na parede, e vários tipos de cores são usadas afim de criar um desenho seja ele:

  • geométrico
  • stencil
  • grafite

Com textura: onde a tinta é usada junto com algum outro objeto para criar uma textura, como o popular efeito escovado (que usa vassouras para texturizar), ou a tinta já vem com algum material misturado nela, para fazer a texturização.

E para decidir quantos galões de tinta serão necessários para cobrir uma ou mais paredes, é preciso fazer o seguinte cálculo:

Altura da parede x Largura da parede x número de demãos que serão dadas = quantidade de m² serão pintados

Feito isso, é preciso agora ver as informações dadas pelo fornecedor da tinta, de quantos m² uma lata é capaz de cobrir. E então, encontramos a quantidade de latas necessárias com o seguinte cálculo:

quantidade de m² que serão pintados ÷ por quantos m² a lata informa ser capaz de cobrir.

É importante considerar 5% de material a mais, para caso ocorra algum imprevisto.

Vantagens de optar por pintura:

  • Baixo custo
  • Várias possibilidades de texturas
  • Várias possibilidades de padrões
  • Rapidez
  • Fácil manutenção

Desvantagens de optar por pintura:

  • Devido a sujeira, é preciso uma nova pintura em cerca de cinco anos.
  • Pode ter um baixo acabamento, se tiver qualquer imperfeição na parede.

Se você tem dúvidas sobre como usar cores na decoração do seu cantinho especial, baixe o ebook que eu fiz sobre esse assunto gratuitamente:

2- Papel de Parede

O papel de parede é outro acabamento extremamente popular nos revestimentos das paredes de um projeto de interiores.

Isso devido a sua grande variedade de:

  • padronagens
  • texturas
  • cores e
  • estampas

Fora que o papel pode ser aplicado em toda a superfície da parede, ou em meia parede, faixa central, ou diversas outras composições.

Sua praticidade e a durabilidade conquistam cada vez mais pessoas, porque o material chega a resistir por até 20 anos após a aplicação.

Justamente por isso é muito importante escolher com cautela a padronagem do papel de parede para que não fique um ambiente muito carregado e cansativo.

Ainda dentro do material, existem alguns modelos de papéis de parede com características diferentes, são eles:

TRADICIONAL

Esse tipo de papel de parede é feito de celulose (papel), tem uma aparência lisa sendo ideal para aplicar em lugares secos e com baixa circulação de pessoas.

A parede deve estar regular e lisa.

VINÍLICO

Já esse tipo de papel de parede, é feito de PVC, o que o torna mais resistente e impermeável, e pode ter o acabamento:

  1. brilhante
  2. acetinado
  3. metálico
  4. com relevo.

É um material que pode ser instalado em ambientes secos ou úmidos. Também em superfícies que possuem pequenas imperfeições e em ambientes com alta circulação de pessoas.

Sua limpeza pode ser feita com detergente e pode ser esfregado com moderação.

Esse tipo de papel de parede é muito utilizado quando se quer criar um mural ilustrativo no ambiente. Com fotografias, paisagens e etc.

TECIDO-NÃO-TECIDO (TNT)

E por último, esse papel de parede é feito de fibras de poliéster e celulose, e isso o deixa relativamente resistente à umidade.

Ele tem um aspecto que imita tecido e pode ser instalado em locais secos ou úmidos, podendo ser também em superfície irregular.

Pode ser limpo com detergente.

EMBORRACHADOS

Esse tipo de papel de parede tem uma textura levemente “emborrachada” por conta da camada de EVA que reveste o papel.

Uma de suas principais características é o fato de acumular menos poeira que os outros tipos, e isto o torna ideal para quartos de crianças.

Ele tem um acabamento que deixa a textura da parede parecida com cetim

Quanto á limpeza, pode ser feita com detergente e pode ser esfregado com moderação.

VELUDO

É um tipo de papel de parede que se destaca pela textura que proporciona, que passa a sensação de requinte.

Por ser um modelo diferenciado e sensível, a limpeza deve ser feita somente com aspirador de pó ou espanador.

Indicado para ambiente com baixa circulação de pessoas.

PALHA NATURAL

Esse modelo de papel é feito com fibras naturais de folhas, cascas de árvores e tramas de bambu prensadas.

Tem uma textura com estilo rústico, e sua limpeza pede pelo uso de aspirador de pó ou espanador, devido sua sensibilidade.

Indicado para ambiente com baixa circulação de pessoas.

ALTO-RELEVO

O tipo de papel de parede em alto relevo é feito com uma espuma injetável, e por isso tem uma textura ondulada e “fofa”.

Sua limpeza deve ser feita com uso de aspirador de pó ou espanador, pois também é uma opção de papel de parede bem sensível.

Indicado para lugares com pouca circulação de pessoas.

3D

Esse já é um tipo de papel, que pode ser de materiais emborrachados ou vinílicos.

O maior diferencial dessa opção, está nas estampas, que transmitem uma sensação de movimento. Um por exemplo é aqueles papéis com desenhos de pedras, que parecem estar saltando da parede.

Quanto à limpeza, basta utilizar aspirador de pó ou espanador, pois esse é um material sensível.

Indicado para espaços com pouca circulação de pessoas.

MICA

O papel de parede do tipo MICA, possui pedras micas verdadeiras prensadas em sua superfície.

Não devem ser molhados, e sua limpeza é feita somente com espanador ou aspirador de pó. O

Indicado para espaços com pouca circulação de pessoas.

Para saber quantos rolos serão usados no seu projeto, é preciso fazer os seguintes cálculos:

Altura da parede x Largura da parede x número de demãos que serão dadas = quantidade de m² serão pintados

Em seguida, é preciso fazer:

quantidade de m²  ÷ largura do rolo do papel de parede = quantidade de rolos que serão necessários

As vantagens do uso do papel de parede são:

  • Diversidade de padronagens
  • Durabilidade
  • Facilidade de aplicação
  • A maioria é antialérgico
  • A cola é a base de água e não deixa cheiro
  • Muitos são anti-chamas

Desvantagens

  • Se for necessário remover algum pedaço do papel de parede para um possível reparo na parede, é difícil completar com a mesma tonalidade, pois o papel tende a  desbotar com o passar do tempo.
  • Remoção não é tão fácil.

3- Gesso 3D

As placas de gesso 3D são uma excelente alternativa para acrescentar textura na parede.

Esse é um material que tem resistência à compressão e à maleabilidade, e também oferece:

  1. praticidade
  2. rapidez
  3. versatilidade na elaboração dos projeto
  4. ajuda no isolamento acústico

Essas características permitem uma grande variedade de aplicações e um ótimo resultado estético.

Essas placas podem ser compradas prontas por m², ou também serem feitas através de moldes.

A manutenção do gesso 3D é simples: ele deve ser limpo (em média a cada 15 dias) com um espanador ou aspirador de pó, para a retirar a poeira evitando que ela se acumule entre os detalhes do desenho.

Se as peças mancharem, é indicado que a pintura seja refeita para deixar o revestimento com aspecto de novo.

Existem vários modelos de desenhos para esse acabamento, e são eles:

Eclipse: é composto por esferas, que ficam em relevo e em cavidades, e lembram crateras da lua.

Canjiquinha: que é inspirado nos revestimentos com pedras decorativas, neste caso o revestimento parece muito uma parede de pedras naturais, com a vantagem de ser mais barato e mais simples de aplicar.

Trançado: esse modelo muito é bastante popular e seu detalhe do relevo lembra um trançado de cestos, fazendo parecer que as peças são entre-passadas.

Ondulado: é um estilo de peça, onde os desenhos remetem a ondulações que podem ser mais finas ou mais largas, lembrando dunas e tendo algumas partes mais espessas.

Diamante: nesse estilo as peças tem desenhos em relevo que forma o desenho de um diamante.

Flor: ideal para quem gosta de uma textura com desenho mais definido. Esse tipo de desenho lembra um desenho simples de flores e agrega bastante delicadeza ao ambiente projeto.

Mosaico quadrados: é uma ótima escolha para quem gosta do estilo tradicional e clássico. Aqui pequenos quadradinhos se encaixam entre si formando um revestimento similar a um mosaico.

Scaleno: ideal para quem busca um layout moderno, com formas não tão definidas

Origami:  esse desenho tem inspiração na arte japonesa de dobras criando um estilo lindo e diferente para a parede.

Como tudo na vida, esse material também tem vantagens e desvantagens e são elas:

Vantagens:

  1. Fáceis de aplicar na parede
  2. Efeito visual lindo
  3. Textura moderna para paredes
  4. Pode ser usado em diferentes ambientes, inclusive em áreas úmidas, como banheiro
  5. Pode ser pintado
  6. Dá sensação de movimento ao projeto e decoração, fugindo do visual estático na decor

Desvantagens:

  1. Não pode ser instalado em áreas molhadas ou onde pegue chuva
  2. Tendência que pode ser passageira na decoração

4- Pedra

Como existe uma enorme variedade de pedras naturais, é possível criar paredes em destaque valorizando toda essa beleza das mesmas, não só na construção como no revestimento de paredes, deixando os ambientes com um toque rústico diferenciado.

Esse material é incrível na decoração, pois contrasta com elementos modernos e sofisticados, deixando o design dos lugares mais confortáveis e interessantes.

As pedras costumam ser bastante aplicadas em ambiente como:

  1. salas
  2. lavabos
  3. banheiros
  4. quartos
  5. cozinhas
  6. adegas
  7. varandas

Esse acabamento gera um peso visual e frieza à decoração, deixando-a bem marcante.

Uma dica certeira, é apostar em iluminação para destacar os detalhes das pedras.

Existem vários tipos de pedra que podem ser no revestimento das paredes. Essas podem ser encontradas em grandes formatos ou cortadas em filetes.

As mais usadas para os interiores são:
Mármore: esse é um tipo de pedra bem sofisticado para aplicar como revestimento de paredes, e pode ser encontrado nas cores:

  • branca
  • preta
  • rosa
  • verde
  • etc

Granito: essa opção é excelente por ser sólida e resistente, podendo ser encontrada nas cores:

  • amarelo
  • branco
  • marrom
  • preto
  • travertino
  • verde
  • etc

Ardósia: outra pedra bastante resistente e com baixo custo, é encontrada nas cores:

  • cinza
  • ferrugem
  • verde
  • vermelha
  • preta
  • etc

Seixos: esse acabamento tem forma arredondada, podemos encontrá-los nas cores:

  •  amarelo
  •  branco
  • marrom
  • preto
  • rosa
  • verde
  • etc.

Pedra madeira: uma pedra que combina muito com ambientes rústicos, e tem uma coloração que lembra a textura de algumas madeiras.

Caxambu: conhecida na região no sul do Brasil como Pedra São Thomé, esse acabamento possui como característica a superfície lisa e regular, e as opções de cores são:

  • amarelada
  • clara
  • rosada
  • verde

Pedra Goiás: essa opção apresenta grande durabilidade, beleza e resistência. Tem cores predominantes como o:

  • azulado
  • alaranjado
  • bege
  • cinza
  • etc

Pedra ferro: esse modelo de pedra tem uma coloração escura, que lembra muito com a tonalidade do ferro, por isso recebeu esse nome, e traz muita sofisticação para os ambientes.

Mesmo sendo um elemento natural, as pedras exigirão manutenção e limpeza. Existem produtos que irão protegê-las da:

  1. umidade, deixando-as assim impermeabilizadas
  2. proliferação de micro organismos,que podem vir a surgir.

Vantagens

  • Resistência ao vento, ao fogo, à água e aos cupins e durabilidade;
  • Praticidade, por exigirem pouca manutenção;
  • Podem ser usadas tanto em áreas externas, como internas;
  • Ajuda a deixar ambientes mais frescos, onde a temperatura é alta;

Desvantagens

  • Alto custo de instalação;
  • Deixa ambiente bem gelados, onde a temperatura é mais baixa;
  • Poderá juntar insetos, casa não haja manutenção;
  • Não é uma opção para paredes de Dry Wall, por conta de seu peso do material;

5- Madeira

Paredes revestidas com madeira aquecem todo o ambiente, e deixa-o aconchegante, além da facilidade de se combinar com qualquer cor, por conta de sua neutralidade.

Os tipos de madeiras mais usadas para esse fim são:

Escuras:

  • ipê
  • cumaru
  • sucupira
  • jatobá

Claras:

  • teca
  • amêndoa
  • freijó
  • tauari.

Mas todas elas podem ficar mais escuras, dependendo do tipo de acabamento que o material receber.

Existe também a opção de usar placas de MDF . Sua instalação é muito fácil, e isso ajuda a baratear esse acabamento.

São várias as vantagens de optar por esse acabamento nas paredes, como:

  • Visual: a madeira acaba impactando visualmente qualquer projeto de decoração, por trazer uma sensação aconchegante para o ambiente.
  • Durabilidade: é um material de alta resistência e durabilidade, fazendo com que tenha uma longa vida-útil.
  • Isolamento termo-acústico*: esse material é um excelente isolante térmico, ou seja, ajuda a manter a temperatura do ambiente equilibrada, impedindo que o cômodo aqueça ou esfrie demais. E também é vantajosa pois tem características que criam um isolamento de ruídos e a reverberação de sons.

E também tem algumas desvantagens, como:

Pragas: a madeira tem como desvantagem a possibilidade de manifestação de pragas e fungos. Uma das pragas mais comuns nesse acabamento são os cupins, que tem potencial de danificar completamente o material. Para evitar esses problemas, o indicado é fazer verificações regulares, e se houver sinal de cupim (pozinho corroído da madeira) é importante contratar uma empresa especializada para combate da praga.

Preço: outra desvantagem da madeira na parede, pode ser o alto custo, mas isso varia de acordo com o tipo de material escolhido.

Não indicado para áreas úmidas: a madeira não é o melhor material para áreas úmidas, porque tende a absorver umidade, podendo inchar ou até mofar. No entanto, existem tratamentos para o material que permitem sua instalação em áreas úmidas.

6- Cimento Queimado

O cimento queimado é um acabamento super moderno para paredes. Consiste puramente em uma argamassa feita a partir de: cimento, areia e água.

Tendo a parede bem nivelada, aplica-se essa mistura na superfície deixando-a o mais plana possível.

Após o nivelamento dessa argamassa e com a mistura ainda úmida e mole, o pó de cimento seco é jogado por toda a parede e é espalhado com uma desempenadeira.

Esse acabamento normalmente é usado num estilo industrial e urbano de decorar.

Mas não é indicado para ambientes úmidos, como o interior do box de banheiro, porque como ele é poroso, produtos como: shampoo, condicionador e sabonete podem reagir com ele.

As vantagens do cimento queimado, são:

  • Peso visual diferenciado e rústico;
  • Não precisa de rejuntes;
  • Baixo custo,
  • Instalação simples, podendo ser usado inclusive sobre azulejos já instalados.

E como tudo na vida, há algumas desvantagens:

  • Porosidade: o acabamento pode absorver partículas de sujeira e líquidos,se não for impermeabilizado;
  • Trincas e manchas. Problemas que são normais, mas podem ter menos incidência se a aplicação for feita corretamente e se for envernizado logo depois de sua secagem;
  • Pouca uniformidade.

Mas você não precisa ficar presa(o) apenas ao acabamento cinza do cimento queimado. Também da pra fazer o acabamento com cores diversas através do uso de pigmentos coloridos.

Por exemplo: se você quer deixar a cor mais clara, então é possível usar pó de mármore, granito ou cimento branco. Mas é fundamental contratar um bom profissional para fazer essa aplicação.

O tom do cimento queimado vai depender da quantidade de pó de utilizada, mas não fica um branco PURO, ele fica mesclado, e é exatamente esse o seu grande charme.

7- Cerâmicos.

Os acabamentos cerâmicos são super populares nas casas brasileiras. Eles apresentam diversas opções de cores, texturas, resistência, tamanhos e espessuras.

O tipos de acabamentos cerâmicos para paredes são:

Azulejos: esse acabamento tem uma resistência e abrasão mais baixa, e por isso são indicados sempre para instalação em paredes, diferente do que ocorre com os pisos cerâmicos, que devido sua dureza, podem ser aplicados em paredes e no chão.

Eles costumam ser resistentes à umidade e manchas, e podem durar a vida toda se forem instalados corretamente e tiverem manutenção e limpeza adequadas.

É preciso cuidado ao definir o espaço entre as placas, que é nada mais que a largura do rejunte, pois se ficar mais fino do que o tipo de azulejo permite, ele pode soltar ou trincar.

Pastilhas de vidro: essas são peças pequenas e delicadas, que agregam movimento ao ambiente, e favorece detalhes arquitetônicos.

São feitas com vidro, cerâmica e porcelana, e podem ser usadas em ambientes internos e externos.

Entre suas vantagens esta o fato de não perderem o brilho nem desbotarem com o tempo. Também são ideais para ambientes úmidos, por que não absorvem umidade e podem ser expostas a grandes variações de temperatura sem que ocorra deformidades.

São muito resistentes também à ação do cloro, por isso são tão populares no revestimento de piscinas, por exemplo.

A manutenção do acabamento cerâmico é bem pratica e simples, podendo ser feita com quase todos os produtos de limpeza.

As vantagens de usar acabamentos cerâmicos nas paredes são:

  1. Manutenção esporádica
  2. Alta durabilidade
  3. Alta resistência de alteração de temperaturas
  4. praticidade de limpeza
  5. versatilidade de cores e texturas

E suas desvantagens são:

  1. Rejunte pode descolorir ou manchar
  2. Maior chance de desnivelamento
  3. Podem sofrer rachaduras

8- Porcelanatos

O Porcelanato é uma placa de revestimento cerâmico cuja a principal característica é sua baixa absorção de água.

Esse material tem:

  • porosidade miníma
  • alta resistência à abrasão
  • massa homogênea
  • uniformidade de coloração
  • variedade de acabamentos

E portanto é um dos materiais de revestimento mais populares para os mais diversos ambientes.

O porcelanato se divide ainda em alguns tipos, como:

  • Digital Polido: Recebe o esmalte com decoração digital e depois passa pelo polimento que gera um brilho natural ao produto.
  • Esmaltado Acetinado: recebe um esmalte sem brilho com decoração por cima;
  • Esmaltado: Recebe esmalte com brilho e decoração por cima;
  • Técnico natural: Não recebe polimento.
  • Técnico polido: Recebe o polimento mecânico de acordo com o efeito desejado.
  • Técnico: Não recebem esmalte na superfície e possuem alta resistência mecânica.

Além dos tipos de porcelanatos, também há 2 tipos de acabamento para o material, e são eles:

Bold: bordas levemente arredondadas, deixando um espaço maior entre as peças. Esse acabamento tem se tornado cada vez menos popular, por que o rejunte largo acumula resíduos e manchas.

Retificado: bordas são totalmente retas, diminuindo assim a aparência do rejunte entre as placas.

O porcelanato também apresenta diversas opções de texturas, como:

  1. madeira
  2. mármores
  3. couro
  4. tecidos
  5. fibras
  6. cimento queimado
  7. etc

As vantagens desse material são muitas, como:

  • Várias opções de acabamentos, formatos, fabricantes e preços;
  • Material versátil que pode ser aplicado em:
    • banheiros
    • cozinhas
    • salas
    • quartos e etc;
  • Pouquíssima absorção de água
  • Alta resistência
  • Durabilidade;
  • Facilidade de limpar;
  • Espessura fina, deixando-os mais leves e fáceis de trabalhar;
  • Sem falhas, diferente das características das rochas naturais;

E como tudo, esses acabamentos também tem desvantagens como:

  • Os Esmaltados podem lascar e rachar;
  • Os polidos são escorregadios e tem mais chances de manchar;
  • Os que tem acabamento natural são antiderrapantes, mas por serem mais porosos, a limpeza é mais difícil;
  • Pode ter diferença na tonalidade de peças de lotes diferentes;
  • Cores claras precisam de limpeza diária, pois sujeira fica bem evidente;

Quanto a limpeza e a manutenção dos porcelanatos:

  • Esse acabamento vem com uma capa para proteger durante o transporte e o assentamento. Mas tirar a proteção é simples, basta usar um pano seco ou umedecido com álcool.
  • A limpeza diária deve ser feita com 1 colher de sopa de são de coco líquido ou com detergente neutro diluídos em 5 litros de água.
  • Evite arranhões utilizando vassouras de pelo macio ou pano de chão.
  • Se precisar de uma limpeza mais pesada, procure por produtos específicos no mercado.
  • Não se deve utilizar na limpeza:
    • escovas abrasivas
    • ceras
    • produtos que prometem realçar o brilho
    • ácido
    • produtos tira ferrugem
    • limpa pedras
    • limpa alumínio.

9- ADESIVOS

Os adesivos para acabamento das paredes, são feitos de vinil auto-adesivo, que é um material flexível e versátil.

Ele tem muita aderência em superfícies não planas e curvas, e por isso muito usado em peças publicitárias e decoração de ambientes.

Os adesivos são folhas que podem ser cortadas em qualquer forma e tamanho, inclusive formatos especiais.

Os tipos de adesivos disponíveis são:

Vinil fosco e brilho: esse tipo de adesivo é indicado para projetos de longa duração, como personalização e decoração de ambientes internos e externos.

Também recomenda-se esse tipo para contenção de luz, podendo ser instalado em superfícies com curvas acentuadas e texturas leves.

Caso ele fique muito exposto ao sol, pode sim ter um certo desbotamento, porém sua durabilidade tende a ser de 3 anos.

Vinil transparente: O adesivo transparente tem as mesmas condições de uso do vinil fosco e brilho, podendo ter uma impressão digital, porém mantendo a transparência.

É normalmente utilizado para:

  • sinalização de vidros;
  • decoração de eventos.

Vinil metalizado: Este modelo imita com perfeição efeitos de materiais metálicos. Sua durabilidade média de 1 ano e é indicado para sinalização interna e de veículos.

Geralmente são utilizados com formato dos logotipos.

Vinil eletrostático: sua principal característica é a fixação por estática em vidro ou metais pintados, dispensando o uso de cola.

Ele também recebe impressão digital, o que o torna atraente para decoração de vitrines.

A durabilidade dos adesivos depende de como é feita a manutenção dos mesmo. Quando bem cuidados, podem durar em média 5 anos. Mas depois de retirado não pode mais ser utilizado.

Para garantir maior durabilidade do material nas paredes, siga as seguintes dicas:

  • Aplique-o sobre uma superfície lisa, para que o acabamento final fique melhor;
  • Deixe a parede bem limpa, sem qualquer resíduo para garantir uma aderência perfeita.

As vantagens de usar adesivos nos acabamentos das paredes são:

  1. Colocação simples;
  2. Excelente relação de custo/benefício
  3. Diversas opções de texturas
  4. Praticidade na limpeza

Já as desvantagens são:

  1. Ao retirar o adesivo, a superfície abaixo pode ficar danificada e em alguns casos, dependendo da qualidade do material.
  2. Pouca durabilidade

Vem dar uma espiada nesses outros posts sobre decoração também, aposto que você vai adorar:

  1. Decoração – Como usar as cores na decoração? O guia definitivo para a decoração colorida!
  2. Granito e Mármore: qual a diferença das duas pedras? 
  3. Decoração: 15 revestimentos diferentes para o seu piso!
  4. Decoração: 10 dicas para decorar ambientes pequenos

E se você curtir esse post, compartilha com seus amigos nas redes sociais, ficarei muito feliz!

Deixe uma resposta